sexta-feira, 27 de maio de 2011

ZECA PAGODINHO FAZ SUA PRIMEIRA APRESENTAÇÃO EM SÃO PAULO EM GRANDE ESTILO

Agora á pouco Zeca Pagodinho encerrou sua primeira apresentação em São Paulo, no Credicard Hall, com a turnê Vida da Minha Vida. Em grande estilo o sambista trouxe para o repertório sambas românticos, sem deixar a animação de lado.

Foto de celular é muito ruim. Sempre esqueço de levar a câmera,
mas pelo menos um registro tem.

O show que estava marcadao para às 22:00, da noite de 27/05, só teve início meia hora depois. Logo de cara, Zeca Pagodinho cantou um de seus inúmeros sucessos, Descobri que te amo demais, e brindou um copo de cerveja (clássico, tratando-se de Zeca) àquela noite. 

Outros grandes sucessos foram cantados e acompanhados com as palmas do público: Jura, Uma prova de amor, Vai vadiar e Beija-me. Mas sem dúvidas houve um momento emocionante para ele ao cantar a música dedicada ao seu neto, Noah. Com vídeos dos dois sendo projetadas nos setes telões, ao fundo do palco, a canção Orgulhodo vovô foi muito aplaudida.

No entanto, o ponto alto e surpreendente foi a reação da plateia quando Zeca Pagodinho puxou a música Coração em desalinho. O canto do público era tão alto que a voz dele passou a ser apenas mais uma na multidão. No refrão ele nao deixou de demonstrar o espanto e o gosto pela atitude do público. 

Ao final do espetáculo todos já estavam de pé, muitos algomerados ao pé do palco, sambando e cantando a famosa Deixa a vida me levar. Amanhã Zeca Pagodinho faz sua última apresentação em São Paulo, no Credicad Hall. Ainda há ingressos disponíveis. 


terça-feira, 24 de maio de 2011

POLÍCIA MILITAR CERCA AGÊNCIA ITAÚ NA AVENIDA PACAEMBU

Eu estava no trânsito na avenida Pacaembu quando dezenas de policiais cercaram uma agência do banco Itaú em frente á praça Charles Miller, perto da FAAP, no mesmo quarteirão em que funcionava uma unidade da rede Blockbuster

Eram 13:00h quando olhei para o relógio e vi o GATE cercando o local com escudos e outros homens carregando armas de alto calibre. Não tinha como fugir. O trânsito estava muito lento e alguns motoristas, nervosos, buzinavam pedindo passagem. 

De dentro da agência sairam três homens. Mas ao que parece não se tratava em assalto, mas em ameaça de bomba em caixas eletrônicos. Saindo da avenida, na frente do meu carro uma viatura do Esquadrão de Bombas seguida em direção á rua Gustavo Teixeira, onde estacionou. Ao passar pela viatura pude ver um dos homens falando ao rádio. Abaixo segue a foto que tirei com o meu celular da viatura, na rua Heitor de Morais:


Que fim levou essa história, ainda não sei. Mas confesso que a sensação de ficar imóvel diante de uma situação perigosa como essa é muito ruim. Sentimento de inpotência. Medo. 

No dia 26 de agosto de 2010 bandidos já haviam tentado assaltar uma agência bancária da avenida Pacaembu e acabaram entrando em confronto com a polícia. Espero que cenas como essas fiquem cada vez mais raras, sobretudo á luz do dia, quando a gente pensa que o perigo é menor. 

quinta-feira, 19 de maio de 2011

"BANDA MAIS BONITA DA CIDADE" LANÇA CLIP EM PLANO SEQUÊNCIA

Não é de hoje que grandes produções cinematográficas encantaram o público com planos sequências incríveis. Podemos citar aí o famoso Touch of Evil (1958), de Orson Welles. Mas, apesar da complexidade em se elaborar cenas contínuas, sem qualquer corte ou traquinagem, muitos jovens se arriscaram e fizeram pequenas produções.


video


O primeiro caso, do qual me lembro ter feito muito sucesso, foi um clip musical da música I Gotta Felling, produzido por 172 alunos de comunicação da Universidade de Quebec, em Montreal, Canadá. Com quase dois anos de publicação o vídeo conseguiu quase 9 milhões de visualizações. 



A moda pegou. Diversas universidades, inclusive no Brasil, passaram a produzir vídeos em plano sequência. Alguns não fizeram tanto sucesso, como é o caso de uma universidade polonesa que fez um clip da música Don`t Stop Me Now, da banda Queen. 

Hoje o grande sucesso é brasileiro. O novo hit vem com a Banda Mais Bonita da Cidade, de Curitiba, com uma canção deles, chamada Oração. A ideia é simples (ainda que seja também em plano sequência), mas a composição ficou alegre, charmosa e original. O vídeo subiu dia 17/05 e já foi visto quase 115 mil vezes. Abaixo você pode conferir o clip em plano sequência e aqui você pode assistir á outras produções da banda.





domingo, 8 de maio de 2011

MAIS UMA DE TULLA LUANA: WEB DIVA RECLAMA DO SUCESSO DE SUA MORTE

É triste. Uma pessoa que lança o boato de sua própria morte deve no mínimo estar preparada para os resultados que possa vir. Não foi o caso de Tulla Luana, a Web Diva, como se auto-nomeia.


Depois do sucesso do vídeo em que reclama do jogo virtual Colheita Feliz, e de muitos outros (um contra Rosana Hermmann) em que grita e coloca-se sempre no papel de vítima, ressaltando sofrer de esquizofrenia, Tulla Luana passou a se intitular Web Diva. Criou um blog e até fez uma promoção do seu próprio roupão.

Hoje (08), Tulla postou em seu blog uma nota de falecimento. Automaticamente a notícia repercutiu; entrou nos TT’s e as visualizações do blog triplicaram. Mas parece que ela não gostou do resultado.

Postou um vídeo no YouTube dizendo estar “morta por dentro”, pois percebeu que ninguém gosta dela e que até outros países passaram a visitar sua página na web.


Acho graça: Se teme, não faça. Não se pode reclamar de algo que sequer tem esse significado. Vira e mexe alguém aparece como morto nos TT’s. É quase normal um fato desse no Twitter. Nenhum artista reclamou disso. O problema está na queixa dela, diante do sucesso de sua "Mort". Mas como o número de acessos do blog dela pode ser de 7 mil por dia, se não há nada ali que desperte essa audiência?


Tulla Luana percebeu que não é Web Diva coisa nenhuma e explodiu. E a culpa é nossa? Vá...Poupe o Brasil.


sexta-feira, 6 de maio de 2011

BEYONCÉ LANÇA MÚSICA BENEFICENTE, MAS NÃO É PARA AS VÍTIMAS DOS TORNADOS

Se você estava esperando uma música em prol das famílias desabrigadas e prejudicadas pelos mais de 240 tornados que atingiram estados norte-americanos - 62 apenas na Carolina do Norte - está enganado. 

Os tornados deixaram mais de 300 mortos
A cantora Beyoncé lançou oficialmente no iTunes, na noite de quinta-feira (5,) a música God Bless The USA, que terá 100% do lucro doado á uma instituição que ajuda famílias de bombeiros e policiais que morrem durante o exercício do oficio.

Trata-se, na verdade, de uma música gravada em 2008, escrita por Lee Greenwood em 1984, e que seria lançada para a campanha presidencial de Barack Obama. Não rolou.

Agora, três anos depois, os EUA sofrem com ameaças terroristas mais a situação alarmante de milhares de famílias desabrigadas, sobretudo no estado do Alabama, mas que de certa forma não foram tão mostradas pela mídia graças a morte de Osama.

Entretanto, não há com o que se preocupar. Charlie Sheen, o ex-ator de Two and Half Man, prometeu fazer um show beneficente para colaborar na reconstrução das áreas afetadas. Assim, as famílias desabrigadas terão alguma ajuda e a New York Police and Fire Widows’s and Children’s Benefit Fund também.

God Bless The USA. Não consegui postar o vídeo com a música aqui, mas o link pro YouTube é ESTE. Desfrutem da bela música (sem ironia).



segunda-feira, 2 de maio de 2011

FILME THOR NÃO SURPREENDE, MAS AGRADA

A mitologia nórdica foi a temática do filme Thor que estreou na última sexta-feira (28). Nada de errado, nenhum erro gritante nem nenhum outro elemento que o torne um desastre. É um filme satisfatório.
                                       

Baseado nas histórias em quadrinho da Marvel, a história de um deus que é desapropriado de seus poderes e precisa provar ser merecedor de seu instrumento mágico (o martelo), segue o curso correto da linha dramática, quanto á jornada do heroi: Há o chamado, há a recusa, compreende seu objetivo, conhece seu mentor, enfrenta desafios e conquista o objetivo.

É um filme bem agitado, mas não se pode esperar grandes cenas de batalhas, com novos efeitos especiais. Por outro lado, me agradou muito a concepção de Asgard, o reino em que vive Thor, Loki e seu pai, Odin.  

Ainda, contudo, o longa Thor tem uma boa pitada de humor que segura mais a atenção do espectador. É como dizem: não é nenhuma Brastemp, mas... Dá pro caldo.